Armas brancas

Home Acima Sabre 1851 Terçado de Músico Lança 1864 Sabre-serra

Batalha de Monte Caseros, 1852, mostrando o 2º Regimento de Cavalaria, sob o comando de Osório. 1852.

O período das décadas de 1850 e 1860 não apresentou mudanças maiores em relação ao que o antecedeu – de fato, a maior parte das armas brancas existentes anteriormente continuaram a ser usadas, sem maiores transformações. A única mudança que consideramos mais notável foi na espada de uso dos oficiais do exército. Esta continuou a ter as linhas gerais da espada do modelo 1831, mas sua guarda foi modificada, ficando mais fechada. Não encontramos dados sobre esta mudança, mas chamamos o modelo de 1852, pois ele aparece claramente nos planos de uniformes daquele ano. Terçadossabres de generais, a lança modelo 1844 e, na marinha, chuços de abordagem, machadinhas e sabres de abordagem continuam em uso sem maiores mudanças. Os sabres da guarda nacional, continuaram a ser parecidos com os do exército (agora no modelo de 1851), somente com a diferença do pomo, em forma de leão.