Lança 1864

Home Acima Sabre 1851 Terçado de Músico Lança 1864 Sabre-serra

Lança do Manual do soldado de Infantaria, 1872. Observar a bandeirola regulamentar.

Ponta de esgrima.

Semelhante a arma do modelo 1844, esta é a primeira lança que aparece em quantidade em coleções brasileiras. Sabe-se que era o modelo oficialmente usado em 1872, de acordo com o Manual do Soldado de Infantaria, o que nos leva a crer que foi a arma com que se travou a guerra do Paraguai. Importada da França, sua característica notável era a haste, mais grossa em direção ao conto, de forma que o centro de gravidade da arma era mais próximo da parte de trás, aumentando o alcance do golpe. Esta característica – estranha aos costumes gaúchos – gerou algumas discussões, até mesmo no parlamento, como podemos observar nas palavras do Deputado Brusque (sessão de 18 de fevereiro de 1873) sobre esta arma:

Não nos servem também as lanças francesas, que se mandaram buscar, e foram destinadas ao nosso exército. A este respeito descanse o governo: o soldado do Rio Grande do Sul é lanceiro por natureza; deixemo-lo manejar a lança que ele prefere porque a conhece. A lança francesa parece à primeira vista ter mais alcance, tem melhor centro de equilíbrio, é muito mais elegante do que a nossa; porém a nossa lança nas mão dos nossos soldados faz prodígios que, com a outra não podem conseguir (apoiados).

Lança Modelo 1864
Dados técnicos:

Comprimento total:  

276 cm

Comprimento da lâmina:  

14,5 cm

Diâmetro da haste:  

4,7 cm

Alcance (distância da ponta ao centro de gravidade):  

164 cm

Peso:  

 2,52 kg